AconsegRJ_BannerG_970x150.jpg

Mercado cresceu 1,6% até setembro


O mercado de seguros faturou pouco menos de R$ 85,2 bilhões nos três primeiros trimestres do ano. Segundo dados da Susep, essa soma representa um crescimento nominal de 1,6% em comparação ao mesmo período, em 2019. Embora percentualmente seja pequeno, esse avanço tem expressiva relevância para o setor, uma vez que engloba todo o período da pandemia do coronavírus, que abalou todos os segmentos econômicos.


Esses valores incluem o VGBL, mas não foram computados o seguro saúde, que está sob a alçada da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), os planos de previdência privada complementar aberta e a capitalização.


A Susep apurou ainda um pequeno recuo da taxa média de sinistralidade do mercado, que passou de 46% para 44% entre setembro de 2019 e o mesmo mês no atual exercício.


Além disso, entre os dois períodos comparados, houve uma pequena oscilação de 0,6% dos sinistros ocorridos, para aproximadamente R$ 36,2 bilhões.


Isso significa que, nos nove primeiros meses do ano, o mercado devolveu para a sociedade, na forma de indenizações, benefícios e resgates, algo em torno de R$ 134 milhões por dia, incluindo finais de semana e feriados, ou ainda R$ 5,5 milhões a cada hora.


Já as despesas comerciais, que incluem as comissões pagas aos corretores de seguros, cresceram 4,8% entre os dois períodos, somando R$ 22,3 bilhões no acumulado de janeiro a setembro deste ano.

Mapa do Site

Facebook

Notícias

Acompanhe nossa página no Facebook!

ACONSEG-RJ - Associação das Empresas de Assessoria e Consultoria de Seguros do Rio de Janeiro

Rua do Rosário, 61 | sala 202/203 | Centro, Rio de Janeiro, RJ | Cep: 20041-003

Desenvolvido por: