AconsegRJ_BannerG_970x150.jpg

Quanto custa para manter uma empresa no Simples Nacional?


Os custos para manter uma empresa mensalmente irá variar bastante do regime de tributação, do faturamento e também dos CNAEs que o negócio possui.


Vamos por parte! Destrincharemos cada custo que sua empresa terá e falaremos um pouco sobre cada um deles


Simples Nacional


Nota Fiscal e CNAE


Neste regime, o primeiro ponto que deve ser abordado é o CNAE que sua empresa utiliza para emitir as notas fiscais.


Cada CNAE participante do Simples possui o seu respectivo anexo e cada anexo possui sua determinada alíquota.


Os Corretores de Seguros estão inseridos no Anexo III.


Então, digamos que você emita uma nota fiscal com um CNAE que está no Anexo III no valor de R$ 10.000,00.


A alíquota do Anexo III para um faturamento anual de R$ 180.000 é de 6%, logo você pagaria R$ 600,00 de impostos.


Pró-Labore


Além dos custos com as notas fiscais, há também o custo do Pró-Labore, que é o salário do empresário e administrador.


O Governo entende que como o empreendimento possui faturamento e lucro, logo houve um trabalho exercido na empresa e portanto obriga que o empresário retire mensalmente o pró-labore e contribua com o INSS.


Você só será isento da retirada do Pró-Labore caso não fature e/ou não tenha Lucros com a empresa.


A retirada mínima é de um salário mínimo vigente, atualmente em 2018 é de R$ 954,00 e nele irá incidir 11% de INSS. Portanto o custo mínimo com o Pró-labore é de R$ 104,94 o restante do valor é transferido para sua conta pessoal.


Custos Extras


Por fim além da retirada do salário e das alíquotas pelas notas fiscais emitidas há também os custos extras que são:


1) Certificado Digital


O Certificado Digital não é obrigatório para a maioria das cidades brasileiras para quem é optante do Simples Nacional, ou seja, em sua grande maioria ele é opcional, porém há municípios que obrigam as empresas terem o certificado para poderem emitir notas fiscais.

O Certificado mais barato é o modelo A1 e seu custo anual fica em torno de R$ 250,00. Pensando mensalmente, este custo se transformaria em mais ou menos R$ 20,84.


2) Mensalidade da Contador


Por último é importante também considerar a mensalidade do contador! No Brasil toda empresa deve ter uma contabilidade para poder funcionar, logo este gasto também não pode ser desconsiderado.


Para saber mais, clique aqui



Mapa do Site

Facebook

Notícias

Acompanhe nossa página no Facebook!

ACONSEG-RJ - Associação das Empresas de Assessoria e Consultoria de Seguros do Rio de Janeiro

Rua do Rosário, 61 | sala 202/203 | Centro, Rio de Janeiro, RJ | Cep: 20041-003

Desenvolvido por: